DETECÇÃO INFILTRAÇÕES DE ÁGUA

Infiltrações e fugas de água são confundidas com relativa frequência. De facto, ainda que uma fuga de água possa originar uma infiltração, estes dois cenários são solucionados de forma distinta, havendo formas específicas de abordar cada situação
A detecção da origem de uma infiltração nem sempre é simples, havendo reduzidas margens de precisão.
Uma análise caso a caso permite que se chegue à conclusão quanto à melhor forma de agir. Deixamos alguns exemplos de infiltrações comuns:

1. Na cobertura de prédios e moradias
Entre as situações mais frequentes encontramos as infiltrações nas coberturas de prédios e casas, situação essa que motiva humidades incómodas. Esta situação deve, idealmente, ser prevenida. Ainda assim, com os crescentes custos associados aos procedimentos de manutenção dos edifícios, cada vez mais assistimos a problemas efetivos com este tipo de infiltração.
Na ausência do cuidado e prevenção – fundamentais para garantir que se evita, os problemas referidos – a exposição às condições climatéricas (incluindo tempestades ou a acção do sol) motiva o desgaste dos revestimentos e impermeabilizações. Este desgate pode manifestar-se de variadas formas, sendo que a primeira delas são, por norma, as infiltrações.
Perante esta circunstância, dois procedimentos podem ser feitos: a substituição total do revestimento ou a localização da zona da infiltração, sendo necessário avaliar cada situação para compreender qual deve ser o objectivo do serviço.
A confirmação da existência de uma infiltração trata-se de um processo relativamente simples, no qual se coloca um químico e aguarda que o mesmo infiltre a laje. Mais complexo mas dentro de uma acção semelhante está a localização exacta do local da infiltração, sendo este um processo mais moroso por ser realizado por sectores/secções, para identificar qual o local responsável pelo problema ao qual nos dirigimos.

2. Na fachada do edifício
As paredes exteriores do prédio podem apresentar infiltrações, embora nelas não passem tubagens da rede de abastecimento ou da rede de esgotos.
Este tipo de infiltração pode resultar de várias situações distintas, incluindo contraste térmico. ou a infiltração dos chamados/rufos de cobertura.
Também pode suceder que a situação não se trate verdadeiramente de uma infiltração, resultando antes de condensação pelas diferenças de temperaturas.
Ainda existe a possibilidade de que as prumadas ou coretes técnicas nas proximidades possam ter sofrido uma ruptura nas suas tubagens. Neste caso será necessária uma inspecção de vídeo para solucionar o problema.

3. No rés-do-chão ou nas garagens
Quando este tipo de infiltração acontece é necessário verificar que não existem fugas nas redes hidráulicas. Se estas não existirem, o problema pode derivar da humidade por capilaridade ou de humidade refluxa. Esta última é comum e pode acontecer quando o peso ou pressão do edifício se alia à humidade do solo, o que gera a subida das águas pela argamassa e origina pequenos lençóis de água e infiltrações.
Fugas de água no prédio são outra possibilidade, já que a acumulação destas águas poderá acontecer no rés-do-chão.

4. Outras infiltrações
Nas situações em que não se sabe qual é a origem da infiltração, muitas vezes a gestão do serviço tem de ser feita por exclusão de partes. Neste caso, considera-se primeiro a rede de abastecimento, sendo esta a principal fonte de água de um edifício.
Excluída esta possibilidade, outras redes são analisadas, incluindo as redes de aquecimento, de incêndio e outras redes hidráulicas pressurizadas.
Em última análise, se não partir destas, será analisada a rede de esgotos, pluviais e outras.

Como pode verificar, localizar a origem de uma infiltração é algo que tanto pode ser simples como complexo e os custos da operação também variam consoante a situação.
Deve ainda considerar que o leque de possibilidades é vasto, exigindo experiência e conhecimento técnico e que, mesmo com estes, existem limitações nos sistemas. Desta forma, é muito importante que cada situação seja avaliada de forma individual, na busca pelas melhores soluções.

DETECÇÃO FUGAS ÁGUA EM REDES DE ABASTECIMENTO DOMÉSTICO

A vida no nosso planeta e todos os seus ecossistemas dependem da água e, por isso, não podemos esquecer-nos de ...
Ler Mais

DETECÇÃO FUGAS ÁGUA EM REDES DE ESGOTOS

A degradação dos materiais é muito usual e expectável quando falamos de redes de esgotos. Várias situações – como a ...
Ler Mais

DETECÇÃO FUGAS ÁGUA EM REDES DE AQUECIMENTO CENTRAL

As fugas de água em redes de aquecimento central são um problema frequente, apesar de estas redes apresentarem uma pressão ...
Ler Mais

DETECÇÃO INFILTRAÇÕES DE ÁGUA

Infiltrações e fugas de água são confundidas com relativa frequência. De facto, ainda que uma fuga de água possa originar ...
Ler Mais